Atividades de team building para fortalecer a sua equipa

Team building – O que é? Porque é tão importante? Como aplicá-lo? Saiba as respostas a estas perguntas e termine o ano com a sua equipa feliz e motivada.

Team building traduz-se literalmente como “construção de equipa” ou “consolidação de equipa”. É o processo a partir do qual se criam e reforçam laços dentro de um grupo, quer seja através de eventos ou atividades.

Existem muitas empresas que apostam em atividades de team building. E com razão! Esta é uma oportunidade para fomentar o espírito de equipa através de momentos leves e divertidos.

Não são apenas jogos, é um investimento nos colaboradores, com o objetivo de os unir e motivar a trabalhar melhor.

 

Porque as atividades de team building são importantes para as empresas?

Por isso, não é difícil enumerar os motivos pelos quais certas empresas organizam estas atividades. São vários os benefícios que trazem, e não só para as empresas, como também para os próprios colaboradores.

Agrupamos por três as principais razões a serem consideradas:

  • Cultura organizacional positiva

A cultura organizacional reflete os valores, crenças e ações que influenciam o ambiente vivido numa empresa. Uma das formas de investir no clima organizacional da sua empresa, potenciando mais empatia e entreajuda entre colaboradores e maior facilidade na resolução de conflitos internos, é através de atividades de team building.

  • Aproxima os colaboradores

Estas atividades são pensadas sobretudo para fomentar a envolvência do grupo. Através de brincadeiras, trabalho em equipa e jogos com o objetivo de estreitar laços e melhorar a comunicação, é possível também criar momentos de cumplicidade e esbater hierarquias entre colegas.

  • Aumenta a produtividade e motivaçã

Ao saírem da rotina e terem a oportunidade para descontrair, socializar e renovar energias, os trabalhadores vão ganhar um novo ânimo para enfrentar os próximos desafios. 

Além disso, este é um gesto por parte da empresa que demonstra gratidão e recompensa, o que vai proporcionar ainda um incentivo extra.

Como pôr em prática as atividades de team building?

Normalmente as atividades de team building são planeadas pelos Recursos Humanos em conjunto com a liderança da organização (ou pelo menos com o aval desta). 

É importante investir em atividades dinâmicas, desafiantes e que contribuam para um ambiente mais descontraído. Mas antes é preciso identificar e avaliar as necessidades da equipa. Para isso, pode pedir a opinião dos seus colaboradores ou até realizar inquéritos e pesquisas.

Antes de propor e planear o que quer que seja, deve colocar as seguintes questões:

  • Qual a cultura organizacional vivida?
  • Há conflitos internos frequentes?
  • Quais os grupos que mais precisam ser trabalhados?
  • Quais os valores que precisam ser ajustados?
  • O que faz mais sentido para o momento atual da sua empresa?
  • As atividades escolhidas estão de acordo com os valores e a cultura da organização?
  • Os colaboradores têm interesse nestas atividades?
  • Há capacidade, tempo e recursos para as organizar?

Depois, na fase do planeamento, há que ter em conta outros aspetos e decisões a tomar:

  • Conto com o apoio da liderança da organização?
  • Como pode promover as atividades?
  • Qual o orçamento disponível?
  • Quem será o responsável pelo planeamento?
  • Qual data, local, tempo de duração do evento e quem participa?

 

7 Exemplos de atividades de team building

Após definidas as atividades e feito o planeamento prévio, já com os recursos antecipados e fixados, é altura de pôr tudo em prática. Reunimos sete ideias para melhorar a integração e o desempenho dos seus colaboradores:

1. Jogos para se comunicarem/conhecerem

Alguns jogos incentivam o diálogo e a interação entre colaboradores, permitindo que se conheçam melhor uns aos outros e que se crie um ambiente mais descontraído do que o vivido no dia-a-dia do escritório. Damos como exemplos:

  • 2 verdades 1 mentira: Neste jogo os participantes têm de escrever duas verdades e uma mentira no papel, e dá-lo a ler aos colegas para adivinharem qual é a mentira.
  • Jogo de confiança: Este jogo requer espaço. Nele os colaboradores são divididos em pares, um deles é vedado e, através das indicações do companheiro, devem percorrer um determinado trajeto. Ganha quem completar o percurso em menor tempo.
  • Torre de Babel: Cada jogador tem 10 peças coloridas e deve construir uma torre com elas. Variando as regras, variam o número de jogadores e peças. Para tornar tudo mais divertido, cada um deve ter instruções diferentes de como completar a torre. É um jogo que incentiva a comunicação, pois só escutando-se uns aos outros a torre será completada.

 

2. Jogos de superação de desafio

Jogos que exijam uma capacidade de resposta rápida são bons para estimular o raciocínio e a criatividade. Além disso, são uma boa ferramenta para desenvolver o trabalho em equipa. Propomos atividades como:

  • Escape room: Neste desafio a refeição só começa depois de superados todos os enigmas e puzzles. Os jogadores têm como missão descobrir um código final para escapar da sala temática.
  • Quiz musical: O objetivo é adivinhar as músicas que são tocadas, desde grandes clássicos, a canções de todos os géneros e origens.
  • Jogo do ovo: Grupos de 3 a 5 elementos devem impedir que um ovo cru se parta ao cair, através da construção de um “escudo” com materiais de escritório disponibilizados. Têm entre 15 a 20 minutos para completar a tarefa.

 

3. Projetos comunitários

Que tal juntar os seus colaboradores e levá-los para a praia com o objetivo de recolher lixo? Esta é apenas uma ideia, pode ainda envolver a sua equipa noutros projetos comunitários, ligadas a campanhas específicas, como  o voluntariado no Banco Alimentar, na Liga Contra o Cancro, na Operação Nariz Vermelho, ou no Banco Solidário Animal. Outra opção é criar iniciativas próprias, por exemplo, através da recolha de bens e posterior entrega a pessoas carenciadas.

São ações que criam envolvem toda a equipa e que, além disso, criam um espírito forte de sensibilização, solidariedade e responsabilidade social.

 

4. Atividades desportivas

O desporto faz tanto bem à mente como ao corpo. Organize atividades para os seus colaboradores como aulas de dança, yoga, partidas de basquetebol ou futebol. Pode, por exemplo, criar um grupo de dança às quartas ou de yoga às sextas. Ou ainda fazer competições de paintball, sessões de escalada ou de padel ao fim de semana.

 

5. Workshops

Para esta atividade só precisa de escolher o tema do Workshop que quer oferecer aos seus colaboradores. E há várias opções, desde workshops de culinária, artes plásticas, botânica, expressão corporal, a todo o tipo de skills que possam contribuir para o desenvolvimento e criatividade dos seus funcionários.

 

6. Concursos

A competição e o fair play andam de mãos dadas. Por isso, a ideia com este tipo de jogos é criar uma competição saudável e um ambiente divertido. Pode escolher criar concursos com vários temas: cozinha, dança, canto, perguntas e respostas, etc.

 

7. Retiros

Não tem de ser uma viagem dispendiosa, pode passar apenas por um retiro numa quinta vinícola, um acampamento junto ao lago, uma viagem de barco pelo Douro, ou a estadia numa quinta de pereiras no Algarve durante a época da colheita. Estas são apenas algumas ideias com o objetivo de fugir à rotina. Seja qual for a atividade, o que se pretende é criar boas memórias e aumentar o companheirismo entre colegas.